ESTRAGO DA NAÇÃO

11/08/2007

Chuva ou fogo, eis a questão!

Muita gente está surpreendida pela existência destes incêndios de Outono tardio, alguns dos quais estão a durar pela noite dentro. A questão é muito simples: falta a chuva.

No Verão deste ano, como no do ano passado, não ardeu muito porque anormalmente choveu. Este Outono arde (mesmo com temperaturas amenas, quanto muito primaveris, inferiores a 25 graus) porque anormalmente não chove há mais de duas semanas. Em conclusão: quando chove não arde, quando não chove arde. É este o linear fenómeno dos fogos em Portugal.

Etiquetas: , ,

2 Comentários:

Blogger Sebastião Melo disse...

Parece-me demasiado simplista... e não me parece correcto dizer-se que é linear.

Não é o chover ou não chover que promove incêndios, são as actividades humanas de carácter perigoso. Os aspectos meteorológicos apenas potenciam os efeitos.

Não temos florestas que, facilmente, entrem em combustão espontânea, normalmente é necessário algum catalizador: seja um elemento meteorológico como um relâmpago ou uma actividade humana que envolva o fogo.

Não fossem esses catalizadores, podia estar sem chover muito tempo e ainda assim não teriamos incêndios. Não com esta floresta e a esta latitude.

08/11/07, 22:10  
Blogger Pedo disse...

Concordo perfeitamente com Sebastiao Melo e como sou desconfiado por natureza, isto de fogos a começarem de madrugada tem a ver sim com a mão humana maldosa. Não? Por outro lado, continuo a achar que "realmente" não queremos proteger a nossa floresta. Nada mais.

13/11/07, 15:09  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial