ESTRAGO DA NAÇÃO

10/15/2007

Aleluia, uma medida boa em prol do Ambiente

O Orçamento de Estado para o próximo ano prevê uma bonificação de até cerca de 800 euros em sede de IRS para os invetimentos domiciliários em energias renováveis. Embora estes apoios não sejam inovadores, relativamente aos anos anteriores, na prática não eram aplicados na generalidade dos casos. Isto porque esse benefício fiscal para as energias renováveis estava no mesmo item das amortizações dos empréstimos de habitação, que têm um limite baixo. Ou seja, por regra, quem tivesse um empréstimo de habitação esgotava esse benefício, pelo que se investisse em energias renováveis nada receberia em troca.

Ora, pelo que saiu nas notícias sobre o OE, a Quercus veio dizer que, para o próximo ano, esse benefício fiscal estará separadao da parte respeitante ao empréstimo para habitação. Confirmando-se isto, o Governo está de parabéns.

P.S. Contudo, já estou a preparar-me para ouvir o primeiro-ministro e o ministro do Ambiente a perorarem durante um ano inteiro sobre esta medida. Será a demagogia a toda a escala, para justificar nada fazerem em matéria, por exemplo, de transportes.

Etiquetas: , ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial