ESTRAGO DA NAÇÃO

12/07/2005

Farpas Verdes CDXXXVII

Não vale a pena chover no molhado, mas continuo a lamentar que o site do Instituto da Água não seja semelhante ao do Ministério do Ambiente de Espanha, quer na facilidade de consulta (muito simples e informativo, com o essencial) quer na actualização (semanal, em Espanha; apenas mensal, em Portugal).

Serve isto para dizer que consultei hoje o site espanhol e verifico aquilo que já desconfiava: em Portugal estão a lançar os foguetes antes da festa, ou seja, a anunciar o fim da seca antes de tempo. Julgo que a precipitação deste Outono em Espanha não tem sido muito diferente da de Portugal; ou seja, um período normalmente chuvoso. Ora, se formos analisar a situação actual e evolução do armazenamento de água no presente ano hidrológico (iniciado em Setembro) na parte espanhola das bacias do Douro, Tejo e de uma parte da bacia do Guadiana (vd. gráficos em baixo), reparamos que os níveis, quanto muito são idênticos aos do período homólogo de 2004 (Douro e Guadiana) ou inferiores (Tejo) [comparar linha vermelha com a linha verde]. Em todos os casos, contudo, são níveis muito abaixo da média dos últimos 5 anos (linha amarela) e 10 anos (linha azul). Em conclusão: o espectro da seca mantém-se...




0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial