ESTRAGO DA NAÇÃO

11/08/2005

Farpas Verdes CDXXV

Jorge Sampaio insurgiu-se, este fim-de-semana, no Algarve contra os direitos adquiridos e a especualação imobiliária, salientando que «é preciso avaliar em que medida uma decisão tomada há 20 anos sob a pressão urbanística pode ter, hoje, a mesma validade». Sinceramente, começo-me a fartar deste tipo de declarações insossas e sem qualquer efeito prático. Eu sei que um presidente da República pouco pode fazer - a não ser magistratura de influência -, mas também sei como Jorge Sampaio, quando foi presidente da auatrquia de Lisboa, tratou casos de alegados direitos adquiridos: deixou construir, como se pode ver na zona do El Corte Inglés e Sete Rios...

E já agora: por que será que não se vê nada da prometida batalha contra os direitos adquiridos que José Sócrates anunciou quando chegou a ministro do Ambiente em finais de 1999?

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial