ESTRAGO DA NAÇÃO

11/22/2005

Farpas Verdes CDXXXI

Não me tenho debruçado muito sobre a questão do aeroporto da Ota, porque gosto de opinar somente após uma análise aprofundada sobre os temas. Contudo, em Outubro de 1998 elaborei uma reportagem que foi capa da revista (então) mensal Grande Reportagem a pretexto da discussão, à época, das alternativas Ota e Rio Frio. Abordei também a questão da suposta saturação do aeroporto da Portela.

Infelizmente, apenas tenho a revista - o texto em computador, infelizmente perdeu-se - e fui agora rememorá-lo. E há uma frase interessantíssima do então presidente do NAER, Sérgio Pessoa, que explica a vontade as razões de vermos os principais empresários nacionais a torcerem o nariz ao empreendimento e o Governo a ser «ajudado» por especialistas estrangeiros no sentido de nos convencerem de que esta obra era importante. Sérgio Pessoa dizia então o seguinte: «Temos consciência dos lobbies nacionai, mas o novo aeroporto de Lisboa despereta interesses em sindicatos financeiros internacionais que tornam essas pressões nacionais insignificantes».

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial