ESTRAGO DA NAÇÃO

1/29/2006

Farpas Verdes CDXLIX

Um completo disparate a classificação portuguesa no ranking mundial de desempenho ambiental, efectuado pelo Centro for Environmental Law & Policy da Yale University e pelo Center for International Earth Science Information Network (CIESIN) da Columbia University. A 11ª posição deve-se ao facto de se considerar que 100% da população tem abastecimento doméstico de água e que 100% está ligado a rede de esgotos. Os valores correctos serão, respectivamente, cerca de 90% e 70%.

Por razões óbvias, o Ministério do Ambiente nem se congratulou com a (errada) classificação, mas deixem passar algum tempo e ainda irão ver o primeiro-ministro José Sócrates (re)lembrar esta «honrosa» classificação; obviamente em momento oportuno e sem que, na comunicação social, alguém lhe refira que os dados utilizados são errados.

P.S. Porém, isto tem um «perigo»: se a União Europeia considera válida esta classificação ainda vai cortar os financiamentos para saneamento básico (água e esfotos) a Portugal. Já estou a imaginar os comissários a perguntar: «mas por que vamos apoiar um país com 100% dos problemas resolvidos?!».

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial