ESTRAGO DA NAÇÃO

1/09/2006

À Margem Ambiental XCIV

Na série de entrevistas informais que a SIC Notícias fez aos candidatos presidenciais, Cavaco Silva terá dito que gosta de ler romances históricos e que o último livro que leu foi sobre o terramoto. Ele acrescentou que não iria dizer o nome do autor para não melindrar os outros. Claro está que, mesmo assim, tenho recebido, de várias pessoas, os parabéns por o meu O Profeta do Castigo Divino ter sido lido por Cavaco Silva. Mas tenho-lhes dito que apenas sou um dos cinco candidatos, tendo em conta que outros também abordaram o tema, a saber: Luís Rosa (O Terramoto de Lisboa e a Invenção do Mundo), Júlia Nery (O Segredo Perdido), Miguel Real (A Voz da Terra) e, embora seja um ensaio, Rui Tavares (O Pequeno Livro do Grande Terramoto). Estamos, portanto, perante mais um famoso tabu do professor Cavaco Silva...

P.S. Mas mais gratificante do que a eventualidade de Cavaco Silva ter lido ou não o meu livro (de qualquer modo, o meu voto será concedido ao candidato que divulgar o meu livro... eh eh eh), é o facto de estar entre os 10 finalistas de livros de ficção portuguesa do Programa Livro Aberto, dinamizado pelo Francisco José Viegas. É uma honra, um orgulho e uma responsabilidade, por esta exacta ordem...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial