ESTRAGO DA NAÇÃO

12/17/2006

Do outro lado da fronteira

Descubro na Revista Cos Pés na Terra - uma revista electrónica da Galiza - uma curiosa (e também elogiosa) recensão ao meu livro «Portugal: O Vermelho e o Negro», apresentando também uma breve biografia sobre o meu percurso, incluindo outras obras que escrevi.

A primeira frase desta recensão fez-me pensar: diz o articulista que eu pertenço «a unha especie que nun país como Galiza, onde peor que o ´feísmo urbanístico' é o 'feísmo democrático', non sobreviviría». Convenhamos que, mesmo sobrevivendo cá por Portugal, não tenho tido vida folgada. Opções de vida, enfim...

1 Comentários:

Blogger leftbrain disse...

pois. aqui é exactamente igual. como dizia o Alfredo Marceneiro, não podes «armar-te em saliente»... lol

19/12/06, 14:15  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial