ESTRAGO DA NAÇÃO

7/26/2007

Depois queixem-se

A viagem de Grândola para Lisboa deveria ser feita a partir das 21:22 horas. Não foi: o comboio intercidades chegou mais de 40 minutos atrasado. A viagem custou 10,50 euros, um valor que me parece excessivo para menos de 150 quilómetros, mas pronto até se concede. O que já é inconcebível é que chegado a Lisboa, o comboio passa por Sete Rios e pára em Entrecampos. E aí fico a saber que já não há metropolitano disponível para ir para o centro da cidade, por via das obras que, durante seis meses (previsão) se desenrolam à noite naquela estação. Ou seja, se parasse em Sete Rios, os passageiros da CP teriam acesso a metropolitano. Mas os senhores da CP, Refer e Metropolitano não devem saber os respectivos números de telefone para combinar estas coisas.

Pior ainda é que, querendo reclamar - com uma sugestão - não consegui fazê-lo. Na estação de Entrecampos somente estavam dois funcionários de uma empresa de segurança. Funcionários da Refer e da CP nem vê-los, estava tudo fechado e, portanto, sem acesso ao livro de reclamações. Somente estava aberto o guichet da Fertagus (empresa privada), mas esses não eram chamados ao assunto. Resultado de tudo isto: arrelias e uma viagem que demoraria de carro cerca de uma hora e meia acabou por consumir cerca de três horas, já que tive de ir a pé até à estação de metro do Areeiro.

Os funcionários da empresa de segurança sugeriram-me que voltasse no dia seguinte para fazer a reclamação. Eu vou é ver se evito andar mais de comboio nestas circunstâncias, por muito que a minha consciência ambiental me critique.

Etiquetas:

4 Comentários:

Blogger Marta Santos disse...

Tanta razão que eu vi neste post...

Depois toda a gente fica chocada com o facto de quase ninguém usar os transportes públicos em Portugal, ao contrário dos outros países europeus...

O nosso país funciona lindamente é um espectáculo de se ver...

26/07/07, 19:45  
Blogger Tiago R Cardoso disse...

E está o Sr. na capital, eu aqui no Norte estou melhor o comboio passa a 15 Km por isso não tenho de me preocupar de andar nele, para lá chegar o automóvel.

27/07/07, 08:46  
Anonymous Rute Ribeiro disse...

O preço que lhe parece exagerado, está um pouco abaixo do praticado por uma empresa "certificada" como a FERTAGUS no percurso de Setúbal a Lisboa tomando em conta as respectivas distâncias, é evidente. Pelo pouco que conheço, por essa Europa fora os preços dos comboios não são nada meigos o que é uma contradição com a necessidade de reduzir a utilização de transportes individuais; um exemplo: a viagem de Londres a Leicester, também de comboio, 120km, custa 29 Libras, qq coisa como 44€!!. Está claro que isto, apenas uma curiosidade de comparação de preços, não tem nada a ver com a justa crítica ao desleixo e desprezo a que as empresas portuguesas votam os interesses dos seus clientes, e não é só a CP...

30/07/07, 11:59  
Blogger Pedro Almeida Vieira disse...

Cara Rute Ribeiro,
Num país com elevado poder de compra,como no Reino Unido, é compreensível que os preços sejam maiores (o investimento é mais caro). Porém, eu insurgi-me com o preço sobretudo porque o serviço foi mau, muito mau. E, desse modo, é sempre caro tudo aquilo que nos é mal servido.

31/07/07, 00:38  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial