ESTRAGO DA NAÇÃO

1/29/2009

A má vizinhança

Nuestros hermanos devem estar muito satisfeitos com a «competência» portuguesa no (des)controlo da praga do nemátodo que surgiu em Portugal no já longínquo ano de 1999. Andou-se anos a fazer que se fazia controlo desta praga - que mata os pinheiros em poucos meses -, não cortando o mal pela raiz, isto é, não se abateu a generalidade das árvores, são e doentes, na zona onde surgiu (península de Setúbal). Em vez disso, as «autoridades» florestais iam cortando aqui e ali umas quantas árvores e definiram regras de «trânsito» da madeira que, como se sabe, não foram cumpridas. No ano passado, foram encontrados focos desta contaminação da região Centro do país. Quem for ao litoral alentejano, entre a Comporta e Pinheiro da Cruz, já pode ver o que sucede às zonas de pinhal afectado: deflorestação quase completa. Agora, diz aqui o Público, chegou a Espanha. Os nossos vizinhos, à conta desta praga do pinheiro, já nos devem estar, e com razão, a roogar-nos pragas.

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial