ESTRAGO DA NAÇÃO

7/18/2006

Saia um Beriev, fáxfavor...

Um fogo lavra desde domingo em Vale de Cambra. O comandante dos bombeiros voluntários local faz o habitual choradinho da falta de meios aéreos. Não tem um Beriev no seu fogo. Como não sabe circunscrever um incêndio sem meter os auto-tanques a esguichar água, desculpa-se com o terreno acidentado e quer aviões pesados a despejar... água. Claro que a culpa da desgraça vai sempre ser da falta de meios aéreos...

Entretanto, José Bastos, presidente da autarquia, explicou à TSF que accionou o Plano de Emergência Municipal, mas quando o jornalista lhe pergunta o que isso significa, ele balbuciando explica que «estamos todos de prevenção», que comunicou essa decisão ao Governo Civil de Aveiro, à GNR e ao centro de saúde e que estão todos «preocupados» para tentar resolver a situação o mais rápido possível.

Mas parece que a coisa não é assim tão preocupante: o fogo, segundo este autarca,
«ainda só está na mata, numa zona de pinheiro bravo, que não tinha ardido no ano passado - vai arder provavelmente este ano -, mas não há pessoas nem bens em risco. Só mata» (sic, com negritos da minha autoria). Cortesia: TSF (consultar aqui).

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial