ESTRAGO DA NAÇÃO

9/10/2005

Farpas Verdes CCXCII

Muito, muito bom o editorial do Diário de Notícias de hoje, sábado, da autoria de Paulo Cunha e Silva, a propósito da implosão das torres de Tróia e do (des)ordenamento do território. Na mouche, como se costuma dizer. Leitura imprescindível.

P.S. Burlesco e provinciano todo o cerimonial da implosão das torres da Torralta. Foi apenas a confirmação de que tudo isto é uma encenação, um símbolo; não uma forma de inverter o desordenamento do país. Infelizmente, Sócrates já nos tinha dado esse exemplo do folclorismo com o Programa Polis: o tal que até tinha relógios «countdown».

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial