ESTRAGO DA NAÇÃO

7/07/2005

Farpas Verdes CCLI

O relatório hoje publicado pela Direcção-Geral dos Recursos Florestais sobre os incêndios florestais ocorridos entre Janeiro e final de Junho mostra valores preocupantes. Em síntese temos o seguinte:

  • 2873 incêndios - mais 97,7% do que a média dos últimos seis anos
  • 9817 fogachos - mais 78,2% do que a média dos últimos seis anos
  • 21.504 hectares de área ardida - o valor mais elevado dos últimos seis anos; mais 36% que a média do período de referência.

Estes valores significam pouco num país que na última década tem ardido uma média de quase 150 mil hectares por ano e que desde 1999 não baixa a fasquia dos 100 mil hectares em qualquer ano.

No entanto, aquilo que os números mostram é um preocupante aumento do número de ocorrência - mais de 12 mil chamadas dos bombeiros; onde estão os efeitos das alterações da lei do ano passado? - que apenas por sorte (e acredito também pela intervenção dos bombeiros) não têm resultado (ainda) em fogos de grandes proporções. Até agora, ainda não se registou qualquer incêndios que superasse os 600 hectares, mas será ingénuo pensar que assim sempre ocorrerá até ao final da época dos fogos...

Uma outra situação que me preocupa, sobretudo em virtude da situação de seca generalizada a todo o país, são os dados actuais do distrito de Viana do Castelo. Este é um distrito que sempre tem ardido pouco (apesar de ter manchas florestais bastante importantes) e que este ano já viu arder 3.164 hectares, quando em todo o ano de 2004 tinha ardido 3.383 hectares.

No ano passado, tivemos a «sorte» de ter chovido nas primeiras semanas de Agosto e também da infeliz «fortuna» de muito já não haver para arder por causa dos fogos de 2003, mas temo que este ano o São Pedro nem outro qualquer santo venha em nosso auxílio.

Continuo, humilde e insistentemente, a defender que enquanto a prevenção e o combate não forem profissionalizados, enquanto não forem ainda mais agravadas as penas para os comportamentos de risco (quer seja incendiarismo quer seja negligência), os incêndios somente pararão quando deixarmos de ter floresta.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial