ESTRAGO DA NAÇÃO

4/24/2004

Farpas Verdes LX

Sábado à tarde. Está um lindo dia de sol, permito-em fazer uma pausa para continuar um antigo romance do Manuel Alegre e decido sair de casa, tanto mais que não cesso de ouvir berbequins e marteladas de obras particulares na minha rua. Poderia telefonar à polícia pedindo que proibissem aquelas obras, por a lei do ruído não as permitir aos fins-de-semana. Mas não vale a pena, penso. De qualquer modo, tonha decidido não ficar em casa.

Penso num jardim ou local onde posso ir ler descansado. Não me importo de estar a ler ouvindo ruído de crianças, por isso opto pelo Jardim da Estrela, por ser perto da minha casa.

Má escolha. A Câmara Municipal de Lisboa está a fazer remodelações no jardim e... barulho de maquinaria tresanda por todo o jardim, em especial junto à esplanada. Ou seja, a própria autarquia não cumpre a lei do ruído. Dessa barulheira vou-me queixar, não duvidem.



0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial