ESTRAGO DA NAÇÃO

5/29/2007

Breves reflexões no Dia Mundial da Energia

Como hoje é Dia Mundial da Energia, lembrei-me de visitar o site da Rede Energética Nacional, sobretudo para observar como anda a comportar-se a central fotovoltaica da Amareleja. Sim, essa mesma que teve inauguração em finais de Março, com pompa e circunstância, e onde o ministro da Economia garantiu que, com a dita central, «estamos na linha da frente, na União Europeia e mesmo a nível mundial, no que diz respeito às energias renováveis», acrescentando ainda que é «um passo importante» para se atingir as metas portuguesas de, em 2020, produzir «45 por cento da energia nacional» através de energias renováveis (vd. aqui, aquilo que então escrevi).

Pois bem, em Abril, Portugal consumiu 3.871 GWh (por sinal, um crescimento de 6,5% em relação ao mês homólogo do ano passado, sendo de 3,8% se corrigida com a temperatura). E a tal central fotovoltaica atingiu os 2 GWh. Ou seja, o tal passo importante garantiu 0,052% dos consumos .

Outro dado lamentavelmente interessante passa-se com a famigerada energia eólica, que continua sem sequer conseguir compensar os crescimentos nos consumos. A título de exemplo, no mês de Abril produziu-se 233 GWh através do vento, mas como o crescimento absolutos nos consumos foi de 236 GWh, significa que continuamos com dificuldades em impor a energia eólica como substituto das energias convencionais.

Etiquetas: , ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial