ESTRAGO DA NAÇÃO

1/21/2004

Farpas Verdes VIII

A criação do mercado ibérico de electricidade não é uma boa notícia para o ambiente em Portugal. Durante décadas, Portugal sempre mostrou uma atitude contra o uso de energia nuclear para a produção de electricidade, aspecto que agora deixa de fazer sentido com a livre "circulação" de electricidade vinda das centrais nucleares espanholas (as importações até agora eram residuais).

Por outro lado, a abertura de Espanha á recepção de electricidade portuguesa abre caminho a uma intensificação na produção eléctrica em Portugal. Ou seja, embora Portugal tenha já uma potência instalada (de centrais térmicas e a gás natural e de barragens) mais que suficiente para as nossas necessidades, haverá a tentação de construir mais para exportar. Com o novo mercado ibérico, não duvidem que há um novo argumento para, por exemplo, se construir a barragem do Sabor.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial