ESTRAGO DA NAÇÃO

5/28/2005

Farpas Verdes CCXXXI

O presidente da autarquia do Porto, Rui Rio, pode até ter toda a razão do Mundo em relação à polémica do túnel da Avenida de Ceuta naquela cidade. Mas perdeu-a toda ao violar o embargo decretado pelo IPPAR (vd. aqui)., argumentando razões de segurança e atacando a ministra da Cultura. Com que cara irá agora a Câmara do Porto embargar obras ilegais de empresas privadas? E que fará se estas desrespeitarem a ordem de embargo, alegando «razões de segurança»?

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial