ESTRAGO DA NAÇÃO

2/20/2005

Farpas Verdes CLXXI

Em anteriores actos eleitorais houve inúmeros boicotes por razões ambientais, grande parte dos quais por falta de saneamento básico ou em contestação a algum projecto com impactes ambientais negativos.

Desta vez, temos o oposto: a população de Germil, em Ponte da Barca, está a boicotar as eleições legislativas em protesto contra a proibição de instalação de torres eólicas na serra Amarela , em pleno Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG). Um delegado da mesa de voto disse à TSF que «o PNPG proibiu a instalação das torres na Serra Amarela, pelas quais a freguesia já estava a receber uma renda mensal, e a população não se conforma com a perda desta importante fonte de receita».

Embora não aceite este argumento, compreendo-o. Na verdade, o Instituto de Conservação da Natureza é o principal responsável por este tipo de conflitos, que seriam desncessários caso - como há anos defendo - definisse as áreas onde fosse proibido qualquer tipo de instalação de aerogeradores. Ao não definir essas áreas cria expectativas e conflitos que seriam evitáveis.

Aliás, ainda há dias atrás defendi que deveria ser proibido, para já, a instalação de aerogeradores em áreas protegidas. Se houvesse essa clarificação, as empresas nem sequer apresentariam projectos naquelas zonas. Assim sendo, ficamos sujeitos a conflitos e a aprovações apenas para agradar aos «lobbies».

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial