ESTRAGO DA NAÇÃO

3/20/2004

Farpas Verdes XLVIII

Acho extraordinário que, segundo o Público Online, o Instituto da Água esteja há dois anos a fazer um levantamento com 100 especialistas e um custo de 250 mil euros para apurar quantas pessoas não têm água canalizada em casa.

Tanta ignorância e dinheiro desperdiçado, quando os dados dos Censos 2001 têm lá tudo. Basta que alguém se dê ao trabalho de cruzar informação e fazer um estudo sério. Demoraria não dosi anos, mas talvez duas semanas. Em dois ou três minutos, consultando os dados, consegui ficar a saber, ao nível de freguesia, os alojamentos com e sem água canalizada, se se abastecem em fontes, em sistemas de abastecimento público ou através de furos. Está lá tudo.

Já agora umas coisas interessantes: em 1991 havia 350.998 alojamentos sem água canalizada. Em 2001, desceu para 54.396. Claro está que este últiimo valor ainda não contabiliza as barracas ainda existentes. Os concelhos que têm mais alojamentos sem água canalizada são Viseu (1291), Régua (1274), Odemira (1259), Lisboa (1110) e Baião (891).

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial