ESTRAGO DA NAÇÃO

2/18/2004

Farpas Verdes XXXIII

Regressado dos Açores, estou demasiado cansado para escrever muito. De qualquer modo, tive oportunidade nos últimos dias de visitar (ou melhor, tentar) a parte da ilha de São Miguel que desconhecia: a parte litoral dos concelhos de Povoação e do Nordeste. Para azar estava um nevoeiro que não dava quase para conduzir, quanto mais para mirar a paisagem.

Contudo, houve um pormenor que me chamou particular atenção: em praticamente todos os concelhos, as árvores das praças e arruamentos levaram com aquilo que se costuma chamar em gíria - perdoem-me os mais sensíveis - "podas com f". São aquelas que se fazem às árvores transformando-as em fisgas ou paus de estender roupa, deformando-as grotescamente quando os novos ramos rebentam. Este é, aliás, uma situação que também acontece em muitos concelhos do Continente. Mas em São Miguel, pelo menos, parece ter pegado de estaca.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial