ESTRAGO DA NAÇÃO

2/18/2004

À Margem Ambiental XVII

A razão principal da minha visita aos Açores foi para recolher documentação e falar com alguns dos intervenientes do acidente que ocorreu junto ao porto de Ponta Delgada em 11 de Fevereiro de 1969 com o petroleiro alemão "Julius Schindler". Este "misterioso" acidente chamou-me a atenção há uns tempos por em alguns sites internacionais surgir como um dos maiores derrames da história (por exemplo, aqui, no Maritime Business Strategies, surge na 13ª posição).

Afinal, a coisa não foi tão má. O petroleiro levava "apenas" 16 mil toneladas, mas, de qualquer modo, a história tem pormenores interessantíssimos e poderia ter sido uma tragédia. A história será publicada numa próxima edição da revista Grande Reportagem, no fim da série de artigos sobre petróleo que tem vindo a dar à estampa.

A "chatice" é que fui induzido em erro e quando escrevi "O Estrago da Nação" refiro o acidente do Juluis Schindler como um dos maiores acidentes com hidrocarbonetos, o que, de facto, não é verdade... Foi um erro involuntário, mas é um erro.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial